A laringe é o órgão que permite a produção da voz.

A sua estrutura é composta por cartilagens, músculos e ligamentos que se articulam como num membro (perna ou braço) para produzir movimento.

O movimento da laringe corresponde a:

  • Abertura das cordas vocais que permite a entrada de ar nos pulmões.
  • Encerramento das cordas vocais – Habitualmente realizada de modo coordenado com a saída de ar dos pulmões e que permite a produção de voz e a tosse.

 

Voz

A produção de voz é feita quando o ar está a sair dos pulmões (expiração).

No momento em que falamos (vocalizamos) as cordas vocais aproximam-se (quase tocando uma na outra) e fazem com que o ar para sair dos pulmões o tenha que fazer a elevada velocidade.

A saída do ar a alta velocidade induz vibração das cordas vocais. A vibração das cordas vocais por sua vez, corresponde à nossa voz.

A normalidade da nossa voz implica a coordenação dos movimentos da caixa torácica, dos músculos da laringe, faringe, língua e lábios, assim como, normal funcionamento/permeabilidade do nariz e seios perinasais.

 

Rouquidão/Disfonia

A rouquidão (disfonia) corresponde a alteração das características da voz.

Quase todos os problemas da laringe (órgão vocal) podem apresentar alterações da voz.

Além disso, alterações a nível da língua, lábios, nariz, seios perinasais, mandíbula podem também contribuir para alterações na voz.

Patologias relacionadas:

  • (+351) 961 599 999
  • geral@joaobarosa.pt
  • Aveiro

Acompanhe-me:

© 2018 João Barosa | Todos os direitos reservados

Feito por: