O nervo facial tem como principal função inervar o músculos cara/face.

O nervo facial esquerdo inerva os músculo da metade direita face, assim como, o nervo facial direito inerva os músculos da metade direita da face.

A paralisia do nervo facial corresponde à situação no qual o nervo deixa de funcionar o que implica a paralisia dos músculos da metade da cara correspondente.

A cara fica desviada para o lado cujos nervo facial e músculos associados funcionam. Em suma, a cara fica desviada para o lado contrário à paralisia.

Este quadro implica observação médica urgente.

Podem surgir 2 tipos de paralisia do nervo facial:

Paralisia central (a nível do cérebro – associada a AVCs) – Habitualmente é atingida apenas a boca. A neurologia é a especialidade médica que trata estes casos.

Paralisia periférica (a nível do nervo propriamente dito). Atinge a boca, encerramento do olho (as pálpebras não conseguem tapar completamente o olho) e testa. A ORL é a especialidade que trata este tipo de casos.



Paralisia periférica do nervo facial

Na maior parte dos casos não é possível encontrar a causa da paralisia (paralisia de Bell). Nestas situações a paralisia reverte espontaneamente ao fim de semanas/meses.

Algumas das causas mais importantes são:

– Traumatismo do crânio ou do ouvido.

– Inflamação/infeção do nervo facial ao longo do seu trajeto a nível do ouvido e/ou da glândula parótida.

Tratamento geral engloba toma de corticóide para desinflamar o nervo, uso de lágrimas artificiais, encerramento noturna do olho com penso e fisioterapia.

  • (+351) 961 599 999
  • geral@joaobarosa.pt
  • Aveiro

Acompanhe-me:

© 2018 João Barosa | Todos os direitos reservados

Feito por: